sexta-feira, 21 de março de 2008

A morte de Jesus


Aos 33 anos, Jesus foi condenado à morte.

A “pior" morte da época. Somente os piores criminosos morreram como Jesus. E com Jesus foi ainda pior, porque nem todos os criminosos condenados àquele castigo receberam pregos nas mãos e pés. Sim, foram pregos... e dos grandes! Cada um tinha de 15 a 20 cm, com uma ponta de 6 cm. A outra extremidade era puntiaguda.

Eles eram pregados nos pulsos, e não nas mãos, como se diz. No pulso, há um tendão que vai até o ombro, e quando os pregos foram martelados, esse tendão rompeu-se, obrigando Jesus a forçar todos os músculos de suas costas, por ter seus pulsos pregados, para poder respirar porque perdia todo o ar de seus pulmões. Desta forma era obrigado a apoiar-se no prego colocado nos seus pés que era ainda maior que os das suas mãos, porque pregavam os dois pés juntos. E como os seus pés não aguentariam por muito tempo sem rasgarem-se também, Jesus era obrigado a alternar esse "ciclo" simplesmente para poder respirar.

Jesus aguentou esta situação por mais de 3 horas. Sim, mais de 3 horas! Muito tempo, não é verdade? Alguns minutos antes de morrer, Jesus já não sangrava mais. Simplesmente saía água de seus cortes e feridas.

Quando o imaginamos ferido, imaginamos meras feridas, mas não; as de Jesus eram verdadeiros buracos, buracos feitos no seu corpo. Ele não tinha mais sangue para sangrar, portanto, dele saía água.
O corpo humano é composto de 3,5 litros de sangue, aproximadamente (num adulto).
Jesus derramou 3,5 litros de sangue; teve três pregos enormes cravados nos seus membros; uma coroa de espinhos na sua cabeça e, além disso, um soldado romano cravou uma lança no seu tórax.

Tudo isso sem mencionar a humilhação que passou depois de ter carregado a sua própria cruz por quase dois quilômetros, enquanto a multidão cuspia no seu rosto e lhe atirava pedras (a cruz pesava cerca de 30 quilos, somente na parte superior, naquela em que pregaram as suas mãos).


Jesus passou por tudo isto, só para que tu tenhas um livre acesso a Deus.
Para que tenhas todos teus pecados "lavados". Todos eles, sem exceção! Não ignores esta situação. Não creias que Ele somente morreu pelos outros, por aqueles que vão à igreja ou por aqueles monjes, padres, pastores, bispos, etc. Ele morreu por ti também.

Texto recebido por email.

1 comentário:

lumma disse...

hola ... vim agradecer a sua visitinha no meu cantinho. Adorei o seu blog, tudo é maravilhoso por aki, a começar da música que é suave e nos transporta para um mundo de paz. Estou levando seu link e te ofereço meu award ( primeira plaquinha a direita) e tb os selos amizades e páscoa ( l.d. / presentes para você). Bjs azuis no seu coração.