sábado, 25 de outubro de 2008

Nascidos antes de 1986

Eu nasci antes de 1986 e segundo os padrões e princípios reguladores de hoje, eu já não devia existir. Nem vocês, se nasceram antes de 1986, também não deviam ter sobrevivido. E perguntam vocês: então porquê?

Por várias razões, que passo a explicar:

1º As nossas caminhas de bebé eram pintadas com cores bonitas, em tinta à base de chumbo que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos.

2º Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas "à prova de crianças", ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas.

3º Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes.

4º Quando eramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags, viajar à frente era um bónus.

5º Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem.

6º Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com açúcar, mas
nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá fora.

7º Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso.

8º Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que esquecemos de montar uns travões. Depois de acabarmos num silvado aprendíamos.

9º Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes de escurecer, estava tudo bem.

10º Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso.

11º Não tínhamos Play Station, X Box. Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet. Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos à rua.

12º Jogávamos ao elástico e à barra e a bola até doía! Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos mas sempre sem processos em tribunal. Havia lutas com punhos mas sem sermos processados.

13º Batíamos às portas de vizinhos e fugíamos e tínhamos mesmo medo de sermos apanhados.

14º Íamos a pé para casa dos amigos. Acreditem ou não íamos a pé para a escola não era preciso que a mamã ou o papá nos levassem.

15º Criávamos jogos com paus e bolas. Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem. Eles estavam do lado da lei.

Tenho a certeza que são capazes de se lembrar de mais algumas razões para além destas. Ou não...?

A maioria dos estudantes que estão hoje nas universidades nasceu em 1986. Chamam-se jovens. Nunca ouviram "we are the world" e uptown girl conhecem de westlife e não de Billy Joel.

Nunca ouviram falar de Rick Astley, Banarama ou Belinda Carlisle.

Para eles sempre houve uma Alemanha e um Vietname.

A SIDA sempre existiu.

Os CD's sempre existiram.

O Michael Jackson sempre foi branco.

Para eles o John Travolta sempre foi redondo e não conseguem imaginar que aquele gordo fosse um dia um deus da dança.

Acreditam que Missão impossível e Anjos de Charlie são filmes do ano passado.

Não conseguem imaginar a vida sem computadores.

Não acreditam que houve televisão a preto e branco.

Ok, sou uma "cota" e se estás a sorrir, também deves ser.

Mas acho que estamos de acordo, tivemos uma infância do caraças!

3 comentários:

rosamaria disse...

nao beth, "cota" sou eu!

mas esta infancia é q era a "verdadeira"...a "legítima"... a da "bayer"... mas onde é q eu ja ouvi isto?
nem me lembro! foi ha tanto tempo!

as crianças "hiperactivas" eram apenas umas crianças "normais".

agora uma criança nao sabe o q é uma galinha, ou antes pensa q a galinha nasce no supermercado...

vou ver um Csi.ah! ja me esquecia!
tv...nem se sabia o q era
radio...só para a missa, noticiarios e à 6ª feira o programa infantil em q até entrava a minha colega da escola maria emilia correia, q hoje é artista de teatro.

bisous

Ana S. disse...

Eu sou de 1981 e ainda cá estou! lol
Beijinhos

ivaneuda disse...

Esse era tempo bom !!!
infelizmente não exista mais .
Com certeza essa foi uma infancia
maravilhosaaaaaaaaaaaaaa